COMPETÊNCIAS PARA SER BEM SUCEDIDO EM 2020

COMPETÊNCIAS DE 2020
O Institute for the Future, centro de pesquisas sem fins lucrativos com sede em Palo Alto, Califórnia, realizou em 2011, com o patrocínio do Apollo Reserch Institute, um estudo que teve com finalidade detectar novas competências necessárias para ser bem sucedido no cenário profissional futuro. O documento, intitulado Future Work Skills 2020, se baseou na elaboração de prognósticos em áreas como educação, tecnologia, demografia, trabalho e saúde, a partir de opiniões de especialistas de várias disciplinas.
Os pesquisadores identificaram grandes impulsionadores de mudança de ruptura que, em conjunto, reformularão o cenário do trabalho e selecionaram os seis mais relevantes para as futuras habilidades de profissionais e organizações:
1- A longevidade extrema em escala global, que muda a natureza das carreiras e do aprendizado.
2- A ascensão das máquinas e sistemas inteligentes, que gera crescente automatização no local de trabalho.
3- O mundo entendido como um sistema programável, em decorrência da disseminação de sensores e poder de processamento.
4- As novas ferramentas de comunicação, criadores de um cenário que exige uma alfabetização multimídia.
5- A emergência de organizações superestruturadas, nas quais as tecnologias sócias promovem novos meios de produzir e criar valor.
6- Um mundo conectado globalmente, no qual a diversidade e a adaptabilidade estão no centro das operações organizacionais.
E identificaram dez habilidades vitais para o sucesso pessoal até 2020, como:
*A capacidade de entender os conceitos de múltiplas disciplinas.
*A capacidade de trabalhar produtivamente e com comprometimento em uma equipe virtual.
*A inteligência social, que permite conectar-se com os outros de maneira profunda e direta, a fim de estimular reações e gerar as interações desejadas.
*A capacidade de operar em diferentes cenários culturais.
*A capacidade de discernir e filtrar informações segundo sua importância.
*O pensamento original e adaptativo, que permite pensar e propor soluções e respostas que vão além das normas estabelecidas.
A alfabetização orientada aos novos meios de comunicação, ou seja, a capacidade de avaliar criticamente e desenvolver conteúdos para novos formatos midiáticos e aproveitá-los para estabelecer uma comunicação persuasiva.
O pensamento de design, que permite representar e desenvolver criativamente tarefas e processos de trabalho.
Para obter êxito, os trabalhadores do futuro terão de se tornar sujeitos do aprendizado ao longo de toda vida e contar com uma grande capacidade de adaptação. E às empresas cabe alinhar as estratégias com tudo isso.
Fonte: HSM Management
 





//



Comentários